CONECTE-SE
TWITTER
Image Not Found On Media Library
indio
INSTAGRAM
  • Comecei o dia com um comentário provocador do Lalo João Pessoa por uma postagem de 2018, com a deputada Flordelis, no meu Face. Aproveitei para refletir sobre o assunto. 
Como presidente que fui do PSD, meu objetivo era aumentar as fileiras do Legislativo estadual e federal com parlamentares comprometidos com os mesmos valores que eu carrego: ética, honestidade e amor pelo bem público. 
Foram vários os acertos, embora seja difícil saber quem é quem nesse jogo da velha política. Não foi à toa que abri o partido para receber novos nomes. E, conheci pessoas incríveis que fazem de tudo para trazer mais investimentos e qualidade de vida para o nosso Estado. 
Recentemente, no entanto, me deparei com essa inacreditável situação envolvendo a família da deputada Flordelis. Uma pessoa que se dedicou a adotar e cuidar de crianças que ela ajudava a tirar do tráfico para ter uma vida saudável, com base na sua cultura e formação religiosa. 
O meu sentimento é de decepção. Não somente pelo horror do fato, mas pelos 197 mil eleitores que acreditaram, assim como eu, que esse era um projeto social  transformador. 
A justiça comum fará seu trabalho e decidirá seu futuro. A justiça divina, impecável, dará à todos o castigo justo. 
A mim, resta o aprendizado de que quem vê cara não vê coração. 
E, como sempre defendi que os líderes partidários devem filtrar melhor seus candidatos, peço desculpas pela sua filiação à época. Assim como seus 197 mil eleitores, acreditei que seria uma esperança para o nosso Rio de Janeiro.
  • Filhas e sobrinhos ❤️❤️❤️
  • Soluções simples e sem gasto público podem mudar a nossa realidade!! A crise no Rio já estressa qualquer um: desemprego, falta de oportunidades, de cursos  profissionalizantes para quem mais precisa, etc. Mas, piora no dia a dia quando os serviços básicos também nos deixa na mão!

O BRT foi pensado para ser solução, mas seu asfalto tem péssima qualidade, o ônibus demora e vive lotado. 
A solução estrutural, de longo prazo, não está na construção de novas vias, mas no adensamento de moradias nas proximidades das estações de trem e de metrô. Essa prática é conhecida como DOT: desenvolvimento orientado pelo transporte. Além de facilitar a moradia perto do transporte de massa, esse conceito libera na LUOS (lei de uso e ocupação do solo) moradia perto do trabalho e o trabalho perto da moradia. 
Soluções simples e sem gasto público podem mudar a nossa realidade!! Boa sexta-feira!!
  • A crise na Argentina foi causada pela mesma equação petista que destruiu o Brasil: sucessivos governos estatizantes, demagogos e corruptos. A força Kirchner na Argentina é um alerta. Sabemos que o remédio para reconstruir um país arde. E, o caminho sustentável é fazê-lo envolvendo a sociedade .
  • Muitas vezes nos assuntamos com os “tombos da vida”. Mas, são justamente nesses momentos que nos surpreendemos com nossa própria capacidade de inovar e ir adiante. Boa quarta-feira ✌🏼
  • Simplesmente Rio!!! ❤️
  • Vídeo curto do empreendedor e navegador, Amyr Klynk, sobre os jovens e os dias de hoje.  Vale a reflexão.
  • Com minhas filhotas ... me divertindo com o segredos femininos. 😱😂
  • Acaba uma tremenda aula de RH, no Insper. Fico feliz de ver uma juventude que luta, sonha e entende que “sucesso” é um intangível que só se alcança quando se pratica os valores da família e o respeito ao próximo. 👏🏼👏🏼👏🏼
  • Minha filhota Sofia chegou!! Será uma experiência e tanto!! ❤️❤️
  • Ansiosamente aguardando a Sofia, minha filha de 15 anos, que vem morar e estudar uma temporada no Brasil 🇧🇷 ❤️❤️❤️❤️
  • Mesmo sendo especialista no tema corrupção -Petrobras que o diga- Dilma fala fala fala e não diz nada. Seria melhor relinchar!

Rio de Janeiro

Todas

Foi aprovado no dia 11/12 na Câmara Municipal o novo Código de Obras do Rio. Ele aquece o mercado imobiliário e permite novas construções — portanto, vai gerar mais empregos. O código é inclusivo: propicia que pessoas com diferentes níveis de renda morem no mesmo prédio, porque os edifícios poderão ter apartamentos pequenos (de até 25m2) e outros maiores. As novas regras se adaptam à realidade atual, de famílias mais …

Leia Mais →

Indio da Costa afirmou nesta quarta-feira (22/08) que, uma vez eleito governador, vai acabar com o roubo de cargas no Rio de Janeiro. Ele esteve pela manhã com comerciantes da Cadeg que sofrem com o impacto da violência no funcionamento do mercadão de comércio alimentício, restaurantes e bares populares em Benfica, na Zona Central do Rio. “Nossa proposta é garantir que o transporte de carga entre e saia da Cadeg …

Leia Mais →

O candidato do PSD ao Governo do Estado, Indio da Costa, participou nesta terça-feira (7/08) de entrevista ao vivo na Rádio Saara. Ele falou do seu plano de governo, onde predominou o tema da política de segurança, principal foco da sua plataforma. O apresentador Luiz Antonio Bap e o presidente do Polo Saara, Eduardo Blumberg, perguntaram qual a proposta do candidato para o Rio de Janeiro. “Segurança Pública, antes de …

Leia Mais →

Em busca de experiências que possam contribuir para a reconstrução do Estado do Rio de Janeiro, o deputado Indio da Costa se reuniu com o governador do Espírito Santo, Paulo Hartung, na quinta-feira (10/05). Hartung é economista, palestrante e foi eleito governador pela terceira vez em 2014 no 1º turno. Indio exaltou a experiência obtida pelo governador e a importância de aplicá-la. “Paulo Hartung enfrentou, um a um, os muitos …

Leia Mais →

Estudantes também sofrem com a insegurança e o calor. Matéria faz parte de série de reportagens sobre a educação no Estado do Rio de Janeiro. Alunos da rede estadual de ensino do Estado do Rio de Janeiro sofrem com a falta de limpeza, conforto e segurança para estudar. Eles enfrentam uma rotina que dificulta a permanência nas escolas. Durante um mês, a equipe do RJ2 conversou com estudantes, funcionários e …

Leia Mais →

Não adianta insistir! Não existe segurança pública sem polícia, e não existe polícia sem policiais. Por mais óbvio que pareça, isso foi esquecido no Rio de Janeiro. Por aqui, fazem programas de governo na área da segurança pública sem considerar a polícia. Foi assim com Brizola, em 1982, com o Moreira Franco, em 1986, e com todos os governadores que vieram em seguida. Não à toa, nada tem dado certo …

Leia Mais →

Não percamos mais tempo com as estatísticas e diagnósticos. Já temos os números e as razões. É importante focar na solução e não há como tratar a segurança pública sem polícia. Ela tem várias faces, quando considerada a competência do governo do Estado e das prefeituras. Uma para o policiamento ostensivo, entregue à Polícia Militar e às Guardas Municipais. Outra para a investigação, à cargo da Polícia Civil, que precisa …

Leia Mais →

No dia 11, o JN nos trouxe uma boa notícia. A polícia do Rio prendeu uma quadrilha de roubo de cargas, depois de investigar a atuação dela. As prisões tiveram origem em inquéritos compostos com escutas telefônicas. Houve cerco em Acari e nenhum tiro. 350 agentes policiais participaram da operação e todos os membros da quadrilha foram presos. É o que eu tenho dito: se investigar, pega. O roubo de cargas …

Leia Mais →

Grande parte dos criminosos, sejam aqueles que praticam assaltos nas ruas, roubos de carga, tráfico de drogas, ou outras ilegalidades, são adolescentes. Os adultos presos, ou que roubam, matam, e cometem crimes e estão em liberdade, iniciaram a vida de crime na adolescência. Tudo começa na infância, seja para o bem ou para o mal. O jornal O Globo, na edição de 11 de junho de 2004 – isso mesmo, …

Leia Mais →

Por ano, são assassinadas no Brasil quase 60.000 pessoas porque não há política de segurança pública. Os dados estão com detalhes numa matéria ampla publicada pelo jornal O Globo, na edição da última terça-feira, que abriu uma nova série sobre homicídios no país. A informação é cruel e se torna vergonhosa quando a gente compara os números com o valor gasto pelos governos com a Segurança Pública. No ano passado, …

Leia Mais →
Arquivos Rio de Janeiro - Indio da Costa