CONECTE-SE
TWITTER
Image Not Found On Media Library
indio
INSTAGRAM
  • Hoje foi dia de sentir o calor das ruas de Caxias. Adorei. @andreiazito, que conhece muito bem a região, me acompanhou pelo calçadão. Ouvi muita gente e ali mesmo pude ver os efeitos da crise e da falta de oportunidades de emprego, tinha camelôs por toda parte. 
O mais incrível disso tudo é que mesmo com as dificuldades e o aumento da violência, a alegria e a esperança continuam estampadas no rosto dessas pessoas.
.
.
.
.

#Indiodacosta #caxias #duquedecaxias #baixadafluminense
  • Tô aqui em Caxias e encontrei essa menina linda! 😍
.
.
.
.

#Indiodacosta #caxias #duquedecaxias #criancas #children
  • Quase 30 minutos de jogo e a gente tá como...
.
.
.
.

#Indiodacosta #copa #copadomundo #brasil #wordcup2018 #neymar #vaibrasil
  • Gente, recebi e compartilho com vocês. Adorei! Parabéns a todas as mulheres e todos os homens, enfim, todas as pessoas que tornaram possível esta peça magnífica, essa "obra-prima".
.
.
.
.

#Indiodacosta #mulher #mulheres #poderfeminino #violencia #violenciadomestica #respeitoasmulheres
  • Ficou para semana que vem a votação do projeto que controla e revisa gastos do governo federal. Tudo porque o PT não quis votar. Esse projeto se encaixa no sentimento da sociedade: verifica como o governo está gastando o que prometeu gastar do orçamento e, então, realoca o dinheiro para áreas mais necessitadas, evitando desperdícios. É questão de usar a razão para fazer o que é melhor, como já acontece em outros países. Eu acredito que a gente pode fazer o mesmo aqui no Brasil!
.
.
.
.

#Indiodacosta #congresso #deputado #deputadofederal #politico #brasilia #austeridade #economia #projeto #plp #votacao #camaradosdeputados
  • Lei Seca 10 anos. A lei da vida, de @dephugoleal: o Brasil precisa ler. Li em pouco tempo. É fácil, é rápido e ensina.
.
.
.
.

#Indiodacosta #hugoleal #leiseca #livro #instabook #book #instalivros #livros
  • Hoje começamos uma série de debates sobre o corte de gastos e de mordomias dos governos na @radiotupi . Espero você aqui, toda segunda, às 11h.
.
.
.
.

#Indiodacosta #radiotupi #radio #corrupcao #debate #politica #politico #deputado
  • Ontem foi mais um dia de aprendizado. Me encontrei com jovens empreendedores do grupo @lidefuturo. É bom demais saber que a juventude está preocupada com temas importantes, como a segurança pública e a situação econômica do estado.
.
.
.
.

#Indiodacosta #lide #empreendedorismo #empreender #seguranca #segurancapublica #juventude #jovens
  • Há muito tempo sei que a Guarda Municipal é fundamental para a segurança pública. Descobri isso quando administrei Copacabana e combati o crime organizado no local. Ontem, no X Seminário Nacional de Guardas Municipais e Segurança Pública, eu falei sobre a importância de qualificar e fortalecer a GM. No evento debatemos as principais propostas relativas à instituição que estão em tramitação no Congresso Nacional.
.
.
.
.

#Indiodacosta #seguranca #segurancapublica #gm #guardamunicipal #congresso #congressonacional #brasilia
  • Estou ao vivo na TV Gênesis pra falar sobre o Código de defesa do eleitor. 
Assista no link: http://redegenesis.tv.br/rede-genesis-online

#indiodacosta #tvgenesis #brasilia #deputadofederal #deputado #eleitor
  • Sendo recebido em São Gonçalo por uma multidão. Foi dia de casa cheia!
.
.
.

#Indiodacosta #saogoncalo #rj #clubemaua
  • Esse senhor simpático aí da foto é o seu Sebastião, 68 anos, morador do Centro de Angra e sua esposa, a dona Elvira. Ele contou que desde que nasceu, vive em Angra; que sempre amou morar aqui, mas se pudesse iria embora. Sebastião reclamou da falta de estrutura, do transporte precário e da violência que se instalou na cidade. Ele acredita que faltam oportunidades para os jovens, lazer para as crianças e pulso firme das autoridades no combate ao crime. Mesmo com todos os problemas, ainda estampa o sorriso por onde passa.
.
.
.
.

#Indiodacosta #angra #angradosreis #coataverde #gente #gentecomoagente #gentequefaz #segurancapublica #seguranca #lazer #paz

"Para mudar, devolver o estado ao cidadão, é preciso legitimidade e autoridade moral."

Sou Antonio Pedro Indio da Costa, casado, pai de duas meninas maravilhosas, Sofia e Eva. Estou com 47 anos. Em outubro, farei 48. Meu pai é arquiteto, minha mãe, designer e meus irmãos seguiram o mesmo caminho. Eu sou advogado e atuo na advocacia, vez por outra, mas minha vocação é a política. Muitas vezes me perguntam se fiz a escolha certa. Fiz sim. Gosto do que faço. A política abre mil oportunidades para se prestar serviços à sociedade e eu adoro isso.

Fui eleito vereador do Rio três vezes e estou no segundo mandato, não consecutivo, de Deputado Federal. O primeiro conquistei em 2006. Em 2010, eu estava me preparando para a reeleição, numa campanha que certamente não seria difícil, quando recebi o convite do meu partido, PFL, e do Senador José Serra, para ser candidato a vice-presidente na chapa dele. Foi a minha chance de participar diretamente de uma campanha para vencer o PT e a candidata dele, Dilma Rousseff. Perdemos a eleição no segundo turno.

No Rio de Janeiro, fui Administrador do Parque do Flamengo. Também de Copacabana onde, com a ajuda dos moradores, dos comerciantes, da Guarda Municipal e da Polícia, consegui algo que parecia, naquele momento, impossível: Colocar ordem no bairro. A situação local era de calamidade, numa situação limite entre o caos e a chance de reversão. O medo estava presente na vida das pessoas.

Vi o efeito da desordem no crescimento do crime. Bandidos passavam-se por camelôs para vender drogas, contrabandos e explorar a prostituição infantil. Se em Copacabana compreendi a diferença entre ambulantes de verdade e bandidos que se passam por eles, na Câmara dos Deputados, no meu primeiro mandato - estou no segundo - enfrentei bandidos que usam o mandato parlamentar para escapar da Justiça.

Apresentei um projeto de lei para tornar inelegíveis os candidatos condenados por qualquer espécie de crime. O projeto não avançou, mas em seguida, o Congresso Nacional, recebeu um semelhante por iniciativa popular.

Tive a oportunidade de ser relator do projeto, que se transformou na Lei da Ficha Limpa. Para aprovar o projeto viajei aos grandes centros do Brasil, fui entrevistado por canais de TV e rádio, além de jornais.

Conseguimos uma vitória. A Lei da Ficha Limpa expulsa da política os candidatos que tenham condenação criminal em segunda instância.

Outra experiência importante para minha formação na política foi a Secretaria de Administração da Prefeitura do Rio. César Maia era o Prefeito. Mostrei que é possível ter uma estrutura enxuta e eficiente, quando o interesse público é a única pauta e vencer eleição desse modo.

Em 2016, fui candidato a Prefeito do Rio. Houve forte resistência do Prefeito Eduardo Paes à minha candidatura, porque ele desejava permanecer no comando da Prefeitura representado pelo candidato dele, Deputado Federal Pedro Paulo. O objetivo dos dois e dos líderes principais do partido deles, Sérgio Cabral e Picciani, era manter o modelo de administração aplicado ao governo do estado. Não conseguiram. Marcelo Crivella e Marcelo Freixo disputaram o segundo turno. Embora, nenhum dos dois representasse o projeto que defendi na campanha, eu precisava me decidir por um deles. Eu não poderia, simplesmente, virar as costas para a eleição, muito mais sabendo o risco para o Rio de Janeiro de Marcelo Freixo vencer.

A insegurança na cidade está num ponto crítico. A maneira como Marcelo Freixo e o PSOL pensam a segurança pública agravaria o problema. Eles são pelo relaxamento na pressão sobre os bandidos.

Optei pelo apoio ao Marcelo Crivella. Ele venceu a eleição e me convocou para ajudá-lo a reorganizar a Prefeitura, com base na minha experiência como Secretário de Administração e pela minha proximidade com a área de Urbanismo. Aceitei a convocação e assumi, em janeiro de 2018, a Secretaria de Urbanismo, Infraestrutura e Habitação. Encontrei uma situação de quase calamidade pública nas contas e nas obras da prefeitura, heranças do governo Paes.

A falta de compromisso do governo Paes com os cuidados que se deve ter com o dinheiro do contribuinte estava estampado nas propinas recebidas pela equipe do governo na secretaria de Obras. As propinas derrubaram a qualidade das obras, deixaram muitas delas inacabadas, que criaram transtornos na vida das pessoas, principalmente, das mais pobres.

Evidenciou-se a decisão do governo Paes de fazer obras com sobrepreço e com o objetivo quase exclusivo de eleger o sucessor.

Perfil | Indio da Costa