CONECTE-SE
TWITTER
Image Not Found On Media Library
indio
INSTAGRAM
  • Sinto arrepio só em pensar na possibilidade da Cristina Kirchner voltar a ter influência na Argentina. Como não se conserta em pouco tempo os desmandos do passado, o atual governo -eleito com muita esperança e expectativa- está patinando. 
Mas eleger um Kirchner é retroagir. Aprofundar a causa do que se vive hoje.  A família é uma mistura de Lula com Garotinho. Demagoga. Não faz conta. Escolhe fornecedores do “coração”. E ainda crê que os impostos devam ser altos para além da ineficiência estatal, ter sobra para distribuir benesses e mordomias para seus aliados e apoiadores. Enfim, um horror! Que Deus nos livre disso!!
  • Mudou o governo, mas em muitos casos, segue a irracionalidade pública, em nome da velha política. O estado anunciou ontem, para um grupo de deputados, a construção de um hospital na baixada. A baixada precisa, desesperadamente de atendimento médico, sem dúvida alguma. Mas, antes de novas unidades, não deveriam colocar em bom funcionamento os hospitais já construídos por todo o estado? Será mais um equipamento público com mal funcionamento. Despesa mal feita. Continua errado. Sugiro uma simples análise de Métodos Quantitativos que verão o desastre de se criar mais despesas antes de colocar pra funcionar o que não está funcionando.

Crédito imagem: Fernanda Dias

#Indiodacosta #saude #gestao #gestaopublica
  • Uma nota no jornal gerou curiosidade e tenho recebido mensagens e telefonemas para checar se desisti da política. Olhei para dentro e senti a necessidade de me reconectar com a minha essência. Entrei na política com sonho de melhorar a vida das pessoas, não para fazer jogo partidário. O Indio que escreve aqui já não é o mesmo que disputou para prefeito ou para governador. Estou trabalhando no setor privado, estudando no Insper, conhecendo experiências que deram resultado no mundo. Ao pendurar as chuteiras, participarei do jogo de outro lugar. Você, o Rio e o Brasil continuam contando comigo. Onde eu estiver, meu sentimento em relação à política é o mesmo: mudança e rompimento!
  • Hoje é dia de chuva e de atenção! As fortes chuvas na madrugada, no Rio, interromperam a Av. Niemeyer por deslizamento de terra. Mas, não alagaram alguns bairros porque a maré está baixa. Caso volte a chover forte, poderá alagar alguns trechos a partir das 11h ou próximo das 23h. Olho para o céu e parece que a chuva vai arrefecer. 🤞🏼 Veja os quadros da maré.
  • Feliz dia das mães!! Essa é a minha. ❤️❤️
  • Não se enfrenta bandido com flores. São bandidos, afinal. O gráfico mostra como é assustadora a escalada da violência no Rio nos últimos anos. Esse é o resultado do desmonte da segurança pública, aliado à falta de uma política educacional de longo prazo que dê oportunidade às pessoas. Essa combinação está fadada a continuar nos levando a números cada vez piores. É preciso pensar e debater a segurança pública a longo prazo.

#rj #riodejaneiro #violencia #dados #analise
  • Já passou da hora da gente entender o papel estratégico do Brasil no continente. Sou contra a violência e qualquer processo de interferência nos países vizinhos. A última coisa que eu desejo é ver um jovem brasileiro indo para uma guerra. Mas já passou a hora do Brasil se colocar contrário ao regime autoritário e centralizador do Chaves/ Maduro na Venezuela.A questão é humanitária. As famílias não têm qualidade de vida. As crianças não tem bom futuro. Não faz mais sentido aquele governo! Sai fora, Maduro!

#Indiodacosta #venezuela #maduro #mourao #brasil
  • Me desejem sorte nesta nova empreitada! 😉

#Indiodacosta #insper #mba #atualizacao
  • Feliz Páscoa!!
  • Ver a Igreja de Notre Dame em chamas dói tanto quanto ter visto o nosso Museu Nacional destroçando no fogo. Dois símbolos destruídos. Nossa história sendo queimada!

Foto: AP Photo/Michel Euler

#Notredame #paris #museu
  • No Rio tem sido assim: cada dia uma tragédia nova! Onde vamos parar? Quando eu estava na secretaria de urbanismo da cidade notifiquei centenas de construções irregulares na cidade. Na Muzema, várias delas. 
Sabe o que aconteceu? Nada! Sabe por que? Porque a justiça deu liminares que garantiram a continuidade das construções; inclusive as que corriam risco. Se todo mundo não se unir para enfrentar a ilegalidade e resolver os problemas, sem frescura e sem medo, as coisas não vão mudar. 
#Indiodacosta #prefeitura #engenharia #construcoes #obras #urbanismo #infraestrutura #Riodejaneiro #muzema
  • Um temporal como este é facilmente previsto. Os cariocas sofrem com o descaso. Muitas tragédias poderiam ter sido evitadas e os transtornos seriam bem menores. Lamentável...

Não tenho nada a esconder.  Estão aqui todas as matérias e assuntos polêmicos que surgiram na imprensa durante minha vida pública.

Desmatamento

Revista Veja:

Indio da Costa constrói mansão em área devastada
Derrubada de árvores em terreno onde candidato ergue nova residência foi alvo de prefeitura e Ministério Público

Link: https://veja.abril.com.br/politica/indio-da-costa-constroi-mansao-em-area-devastada/

A minha resposta:

Não foi responsabilidade minha. Estava viajando e a empresa responsável pela obra em minha casa, a J. Lyra, desmatou a área. Assim que retornei, tomei conhecimento do fato e rescindi o contrato. A J. Lyra pagou a multa. Após isso, fiz um acordo com o Ministério Público para replantar uma área bem maior do que a devastada. Assinamos um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta), que disponibilizo abaixo.

Merenda escolar

Portal G1:

Vice de Serra foi alvo de CPI no Rio, mas negou irregularidade em licitação – Indio da Costa afirma que licitação resultou em economia para prefeitura. Ele foi secretário municipal de Administração em dois períodos.

Link: http://g1.globo.com/especiais/eleicoes-2010/noticia/2010/07/vice-de-serra-foi-alvo-de-cpi-mas-negou-irregularidade-em-licitacao.html

A minha resposta:

A verdade foi que quebrei o cartel dos fornecedores de merenda e muita gente não gostou. Abri uma licitação para a compra de merenda escolar. Uma empresa ofereceu o menor preço e ganhou. Em seguida, ela disse que o valor seria inexequível. Como secretário, eu tinha duas opções: abrir nova licitação, aumentando os gastos públicos, ou chamar a segunda empresa vencedora. Optei pela segunda opção. A partir dos questionamentos que enfrentei, eu mesmo pedi a abertura de uma CPI para dar transparência à minha escolha. O Ministério Público, a Polícia Federal e o Tribunal de Contas analisaram e concluíram que foi uma licitação em que se pagou mais barato do que se pagava antes. 

 

Citado na agenda de Léo Pinheiro

Revista Isto É:

Agenda de Léo Pinheiro pós-Lava Jato inclui Lula, Carvalho e assessor de Dilma – (…) o caderno preto com o nome da OAS em relevo na capa guarda ainda os registros de encontros com outros políticos, como Onix Lorenzoni, Índio da Costa e Paulo Skaf.

Link: https://veja.abril.com.br/politica/agenda-de-leo-pinheiro-pos-lava-jato-inclui-lula-carvalho-e-assessor-de-palocci/

A minha resposta:

Me encontrei com Léo Pinheiro e com outras pessoas várias vezes. Mas eu não tenho nenhuma participação na Lava-Jato e nem recebi dinheiro, não tenho envolvimento com isso. Faço política há 25 anos no Brasil. As construtoras e empreiteiras, com quem nunca tive nenhum negócio, faziam as grandes obras do Brasil. Então, para se pensar Brasil necessariamente você conversava com grupos econômicos.

Citado em delação

Revista Veja:

Delator diz que Índio recebeu R$ 30 milhões para apoiar Pezão
Índio quer apito

Link: https://veja.abril.com.br/blog/radar/delator-diz-que-indio-recebeu-r-30-milhoes-para-apoiar-pezao/

A minha resposta:

É preciso prestar atenção no que foi dito na matéria em relação ao depoimento do delator:

(…) Outros dois milhões foram entregues pessoalmente por Braga a esse assessor que, posteriormente, os repassou para Ronaldo Cezar Coelho. O destino final seria a campanha de Índio (…).

Não recebi dinheiro algum vindo do esquema do Cabral para campanha em 2014. E tenho certeza que o Ronaldo Cezar Coelho também não recebeu nada por mim. Para esclarecer melhor, em 2014 me apresentei para ser candidato ao Governo do Rio e o meu partido, PSD, entendeu que, sendo aquela a primeira eleição disputada pelo partido, seria melhor investir toda a sua energia na eleição de deputados federais. Nas pesquisas eleitorais, feitas pelo partido, eu aparecia com boas chances de eleição para deputado federal e com um número de votos que ajudaria o partido a eleger outros. Diante disso, recuei na pretensão de ser candidato a governador e me candidatei para a Câmara. Portanto, a decisão nada teve com a estratégia do PMDB no Estado.

Evolução do patrimônio

O Dia Online:

Renda de Indio subiu muito em seis anos
Declaração de patrimônio do candidato do PSD, o último a entrar na lista do TSE, aumentou quase R$ 10 milhões

Link: https://odia.ig.com.br/_conteudo/rio-de-janeiro/2016-09-11/renda-de-indio-subiu-muito-em-seis-anos.html

A minha resposta:

A notícia deixa claro que todo o meu patrimônio está registrado no imposto de renda e, no valor correto, sem nenhum interesse de esconder. A evolução maior e mais expressiva do meu patrimônio aconteceu no período em que eu estava sem mandato. Foi fruto da minha atuação na iniciativa privada. Depois que concorri a vice-presidente na chapa de José Serra, em 2010, fiquei sem mandato e me tornei sócio de um maiores escritórios de advocacia do Brasil. Quando, em 2014, fui eleito Deputado Federal, encerrei a sociedade.

Uso de Helicóptero

O Globo:

Na prefeitura, Indio da Costa usou helicóptero para fazer pré-campanha

Ex-secretário de Crivella e pré-candidato ao governo se valeu de posto para defender candidatura no interior

Link: https://oglobo.globo.com/brasil/na-prefeitura-indio-da-costa-usou-helicoptero-para-fazer-pre-campanha-22887407

A minha resposta:

Sobre o uso do helicóptero. A notícia surgiu, primeiro, na coluna do Ancelmo Góis, sem dizer quem estaria usando o helicóptero. Falou-se em dois secretários municipais e eu, imediatamente, me identifiquei. Sem qualquer receio, porque nenhum erro cometi. A prefeitura não paga pelo uso dos helicópteros nem pelo combustível. Há um acordo entre a prefeitura e as empresas que usam o heliponto. O uso do local é compensado por um banco de horas. Então, eu ter usado os helicópteros, nenhum custo caiu sobre a prefeitura.

Usei para deslocamentos na região metropolitana, porque era atribuição da secretaria que ocupei fazer o relacionamento da Prefeitura do Rio com as cidades da região metropolitana. Uma das minhas viagens foi para Cabo Frio, onde fui chamado para fazer exposição sobre o trabalho de desburocratização que eu fazia nas leis de uso do solo e código de obras. Uma das rádios locais, a Litoral FM, ao saber que eu estava por lá, me pediu uma entrevista para falar das eleições deste ano. Atendi, prontamente.

Projeto anti-esmola

Blog Uol:

Indio da Costa: candidato a prefeito do Rio já quis multar quem dá esmola.

Link: https://blogdomariomagalhaes.blogosfera.uol.com.br

A minha resposta:

O meu projeto é de 1997. Eu iniciava a minha vida na política. Via-se nas ruas da cidade, nos sinais, crianças sendo exploradas por adultos. Elas recebiam as esmolas e entregavam aos marmanjos. Algumas crianças tinham menos de 5 anos. Eu entendi que era preciso, de alguma forma, alertar a população.  Essa foi a intenção do projeto. Nunca me passou pela cabeça sacrificar mais os meninos e meninas pobres.

Aqui, a verdade - Indio da Costa